sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

Design de Interface


Dia 08/11/2011 os alunos do curso de Cinema de Animação e Arte Digital executaram seus primeiros testes de usuário. Os testes foram realizados em protótipos de papel realizados por dois grupos de +-10 alunos. Os testes são também parte de uma dinâmica de grupo realizada pela disciplina Design de Interface, da qual sou responsável. A dinâmica foi liderada pela monitora Laira Ávila.
-------------------------------------------------------------------------------
Estudo de Caso

Durante as aula de Design de Interface realizadas no 4º período do curso de Cinema de Animação e Artes Digitais no ano de 2011, foi proposto aos alunos a criação de uma interface que permitisse ao usuário se localizar dentro de um shopping. Esse projeto seguiu as atividades básicas do processo que envolve a criação de uma interface expostas no livro Design de Interação: Além da Interação Homem-Computador de Rogers, Preece e Sharp. Aqui será apresentado somente o modelo conceitual e o protótipo de baixa fidelidade que foi posto em teste.

O primeiro projeto (sistema 1) que será mostrado foi desenvolvido pela equipe composta por Luis Henrique Machado, Marcella Rodrigues, Marco Antônio Magalhães, Maycon Silva, Michelle Silva, Nilo Lima, Ralph Silva e Samuel Morais.
O sistema 1 é voltado para a localização de lojas, produtos, serviços e pessoas dentro do shopping a partir da instalação de um aplicativo que seria enviado para o smartphone do cliente do shopping assim que este entrasse no local. O sistema 1 permite também que o usuário visualize vagas disponíveis ao entrar no estacionamento e que marque a localização do seu veículo no mapa.

A localização de pessoas dentro do shopping é feito a partir do acesso às redes sociais. Se algum amigo existente em sua rede social estiver no shopping e ele também estiver utilizando o sistema, o usuário poderá visualizar a localização de seu amigo.

A localização de produtos, lojas e serviços permite, além de encontrá-los, informar uma rota do local onde o usuário se encontra até o local onde o produto/loja/serviço se encontra.

Parte do protótipo da interface criada pode ser visto abaixo:

Após clicar na opção serviços:

Ao clicar na opção bancos:

O segundo projeto (sistema 2) foi desenvolvido por Luís Henrique, Wagner Miranda, Artur Henrique, Mathues Barbosa, Jonatas Martins, João Pedro Mayrink e Bruno Sommerfeld.

A equipe propôs a criação de um terminal fixo posicionado estrategicamente pelos andares do shopping. O totem possui um sistema touchscreen que auxilia o usuário a se situar no espaço do shopping e a localizar lojas e produtos e ele tem a opção de imprimir a rota gerada.

A tela inicial apresenta o mapa do shopping juntamente com um ícone simbolizando o usuário e o local em que este se encontra. Ele tem a opção de encontrar os locais através de um sistema de busca ou através de um passeio virtual no qual ele mesmo controla o seu caminho pelo shopping.

Abaixo, um protótipo da estrutura física do totem:

A estrutura maleável foi proposta pensando na utilização do produto por crianças, deficientes e pessoas de baixa estatura.
O protótipo do sistema 2:


As equipes que desenvolveram a atividade foram orientadas por Laira Ávila, a pessoa que redige esse texto. e que experimentou uma situação um pouco diferente do que estava acostumada. Eu precisava literalmente “orientar”, não podendo impor minhas ideias como sendo a correta. Tinha que tentar mostrar os erros e argumentar contra eles, na expectativa de ser ouvida. Alguns compreendiam, outros não. Mas também assumo as dificuldades às vezes enfrentadas por mim devido a falta de didática e até mesmo de conhecimento total sobre a matéria. Pude mostrar outros universos que eles não estavam levando em consideração, como por exemplo lembrá-los das pessoas com dificuldade de locomoção e também houve momentos que tentei motivá-los.

Texto: Laira Ávila

Aqui, download do arquivo de fichamento sobre a disciplina Design de Interação Produzido por Laira
-------------------------------------------------------------------------------

Abaixo os videos dos testes de protótipo:

Sistema 1 -


Sistema 2 -

terça-feira, 1 de novembro de 2011

#10.Art

No 10° Encontro Internacional de Arte e Tecnologia, promovido pelo grupo ligado a professora Suzete Venturelli, publicamos um artigo sobre os 5 anos do grupo 1maginari0. O artigo encontra-se nos anais do evento:
http://www.medialab.ufg.br/art/anais/apresentacoes.html

Obrigada Suzete pela oportunidade de divulgar nosso trabalho.

Link direto para o artigo:
http://www.medialab.ufg.br/art/anais/textos/MariliaBergamo.pdf

Video QNSNS2

Video produzido por Sávio Leite, muito obrigada Sávio.

domingo, 4 de setembro de 2011

FAD - QNSNS2



Dia 03/09 o artista Chico de Paula apresentou a performance QNSNS2 no FAD2011 com o artista convidado Fabiano Fonseca. Durante a performance ele interagiu com um código criado pelo grupo 1maginari0: Um sistema de vida artificial que simula um formigueiro.

O projeto é uma continuidade de um trabalho sobre emergência que o artista vem desenvolvendo a algum tempo. A ideia era criar um código não apenas reativo ao performer, mas um capaz de se movimentar por forças internas ao próprio sistema de vida artificial, criando a necessidade de aprender o comportamento do grupo para criar a imagem em movimento.

O sistema é um comportamento de bando (boids) e foi definido com as seguintes regras:
1. Cada formiga poderia viver apenas um minuto;
2. Durante a interação o performer adicionava energia ao sistema, necessária para o nascimento de novas formigas e reprodução do bando.
3. A reprodução do sistema nem sempre é possível, existem uma série de variáveis necessárias: energia suficiente e maturidade do formigueiro (ele deve possuir no mínimo 8 minutos de vida);
4. Além disso o computador seleciona aleatoriamente um predador (um tatu) capaz de consumir energia do sistema e se alimentar de formigas. Para aparecimento do predator também é necessário um número mínimo de formigas vivas, no caso 50.
5. Após uma certa idade (15 minutos) o sistema envelhece e não é mais permitida a reprodução ou o nascimento de novas formigas.
6. O sistema renasce se existe interação novamente.

Assim, a movimentação do artista com o sistema não somente modifica a movimentação do desenho na tela, mas mantem o sistema vivo.

Para que os movimentos do performer fossem mais livres foi usada detecção de infravermelho como fonte de interação entre o computador e máquina (protocolo TUIO)

O código usado durante a performance está disponível neste link e pode ser testado usando um simulador

Criamos uma cópia do código para ser usado com o mouse. Este segundo faz com que as formigas se comportem de forma muito homogênia pois a interação é criada em apenas um ponto da tela, por isso aconselho o uso do primeiro código com o simulador para ter uma melhor perspectiva do trabalho.

Os dois códigos foram feitos em processing.

Para o futuro esperamos aprimorar o código com o uso de comunicação online como para o aparecimento do predador, bem como a extensão da ideia de reprodução do sistema.

Esta segunda opção vem do desejo de mudar o que hoje é apenas uma analogia visual da reprodução (o voo das formigas rainhas). Gostariamos de que a reprodução fosse realmente um evento de replicação. Acredito que a função reborn atual poderia ocorrer somente se a interação permitiu o tempo de reprodução, e que o reborn poderia criar mais de um formigueiro e assim por diante, para que a gente possa realmente expandir o conceito de emergência.

Temos também a intenção de criar uma instalação com o código atual.


terça-feira, 26 de julho de 2011

Portal de Cartazes




Desenvolvemos com a direção do Prof. Dr. Heitor Capuzzo um portal com inúmeras imagens de cartazes. As imagens são em alta resolução e é permitido o download. Estes cartazes são imagens raras e fruto da pesquisa do Prof. Heitor Cappuzo. Do grupo 1maginari0, participaram os professores Carlos Falci e Marilia Bergamo, e da USP, Manuel Reis.

Eu (Marilia Bergamo) fiquei responsável pela coordenação e desenvolvimento dos aplicativos de administração e visualização do site. O trabalho que levou mais de 7 meses para ser desenvolvido foi implementado por dois programadores: Matheus Silas e Harlley Oliveira. O site foi desenvolvido em um ambiente Wamp (Apache, MySQL, PHP on Windows).

A solução final é um sistema Web responsável por catalogar posteres e suas informações principais, além de acrescentar tags a imagem de cada poster. Os posteres, suas informações e tags são disponibilizados para o público. Os usuários podem então ter acesso aos posteres por meio de busca textual, categorias pré-definidas no sistema e seleção de tags contidas na imagem.

O sistema possui basicamente dois modelos de usuários: Um curador, responsável pelo gerenciamento do sistema como um todo e do cadastro de posteres (liberado apenas para os coordenadores do projeto). Um visitante, a este último é permitido apenas a visualização do conteúdo dos posteres, mas não será possível modificar este conteúdo.

O sistema também fornece a seguinte funcionalidade: Coleções. Uma coleção é um agrupamento de posteres sob um título. As coleções poderão ser criadas pelos dois usuário, o curador e o visitante. Contudo, somente as coleções criadas pelo curador serão disponibilizadas para o público sem necessidade de moderação. As coleções criadas por usuários estarão, primeiramente, somente disponíveis para o mesmo. O visitante pode solicitar que sua coleção se torne pública para o sítio, esta solicitação deve ser apresentada para o usuário curador, que irá permitir ou não a visualização pública desta galeria.

O usuário visitante também possui mais duas funcionalidades no sítio, salvar o percurso e salvar em favoritos. Se o usuário está identificado pelo sistema, ele pode salvar o caminho de busca que está fazendo, assim seus passos de pesquisa são gravados.

O projeto é uma iniciativa da Nanyang Technological University (NTU), instituição federal em Cingapura e se encontra disponível no endereço: http://webposters.adm.ntu.edu.sg.

Acompanhe a divulgação sobre o site nos links abaixo:

http://www.ufmg.br/online/arquivos/019109.shtml

http://cienciahoje.uol.com.br/blogues/bussola/2011/05/cores-do-seculo-passado

http://www.casadehistoria.com.br/indicacoes/sites/indicamos-galeria-de-posteres-construcoes-utopicas

http://oolhodahistoria.blogspot.com/2011/05/construcoes-utopicas-em-cartaz.html

http://bibfauusp.wordpress.com/2011/04/14/uma-viagem-pela-historia-do-mundo-em-3-mil-cartazes/

http://blogdepercia.blogspot.com/2011/05/construcoes-utopicos-em-cartaz.html

http://pagina13.org.br/?p=7670

http://ponto.outraspalavras.net/2011/05/04/processos-judiciais-viraram-arma-para-censurar-imprensa-brasil/

http://www.vermelho.org.br/mg/noticia.php?id_secao=76&id_noticia=153323

http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/ideologia-em-cartaz-na-ufmg

http://pesquisamundi.blogspot.com/2011/05/portal-reune-posteres-que-contam.html

http://partido-pirata.blogspot.com/2011/04/un-viaje-por-la-historia-del-mundo-en-3.html

segunda-feira, 2 de maio de 2011

Novas postagens


Publicaremos as últimas instalações, jogos e pesquisas em breve.